Notícias Internacionais

O presidente da Igreja Adventista do Sétimo Dia, Pr. Ted N. C. Wilson, apelou hoje para que o dia 1 de dezembro seja designado Dia Internacional de Oração e Jejum no sentido de se obter a libertação de dois adventistas atualmente presos no Togo, país do Oeste Africano.

Ted Wilson e os principais executivos da Igreja mundial votaram em reunião administrativa, que o evento irá consciencializar todos os crentes da igreja para a situação de Antonio dos Anjos Monteiro, diretor de Escola Sabatina e Ministério Pessoal para a União Missão da Igreja, com sede em Lomé, e Bruno Amah, um adventista leigo e empresário em Lomé.

Os advogados adventistas e ativistas de direitos humanos têm pedido a libertação de ambos os homens desde que foram detidos em março passado por conspiração de terem cometido assassínio. Um cidadão do Togo acusou Monteiro e Amah de serem os conspiradores de uma alegada rede de tráfico de sangue, porém as buscas policiais à casa de Monteiro e na sede local da Igreja mostraram que estes dois adventistas, nada têm a ver com a acusação, sendo que as autoridades locais reconheceram a inocência de ambos.

Os esforços diplomáticos para assegurar a libertação de ambos devem continuar, razão pela qual os dirigentes da Igreja mundial criaram um grupo de trabalho para supervisionar os esforços liderados por John Graz, diretor de Relações Públicas e Liberdade Religiosa da Igreja Adventista a nível mundial. Os líderes da Igreja procuram obter o apoio de membros em todo o mundo para aumentar a consciencialização através de uma campanha pelos órgãos de comunicação no sentido de se promover o dia 1 de dezembro como Dia de Oração

Fonte: Adventist News Network